.comment-link {margin-left:.6em;}

Pecado da Preguiça

From the flats and the maisonettes they're reminding us there's things to be done. But you and me, all we want to be is lazy. --- pecadodapreguica(arroba)gmail.com

Saturday, January 03, 2009

Eu já.


Eu já me deitei no chão do Louvre, na sala da Mona Lisa.
Eu já acendi uma fogueira com o meu gás intestinal.
Eu já fiz sexo no Castelo dos Mouros.
Eu já estive no palco do Coliseu do Porto.
Eu já bebi copos de vodka pura sem gelo de penalti.
Eu já estive numa floresta em chamas (e não, não está ligado com a parte do gás).
Eu já passei uma reunião de trabalho a trocar SMS altamente impróprios com alguém que estava sentado a meu lado.
Eu já roubei peças de carros durante a noite.
Eu já estive nos bastidores de todos os principais teatros de Lisboa.
Eu já entrei em directo na rádio dez segundos depois de acordar. Várias vezes.
Eu já passei três dias seguidos em pijama a ver o Lost.
Eu já tive uma arma apontada.
Eu já estive num spa de luxo em Tóquio.
Eu já entrei no cinema à socapa sem pagar.
Eu já escrevi posts que não eram mais do que recados camuflados.
Eu já fiz de tradutora para os Scorpions.
Eu já persegui o Tom Yorke quando ele estava a tentar ir à casa-de-banho.
Eu já tive a minha mão lida por uma bruxa.
Eu já adormeci durante um espectáculo da Broadway.
Eu já abracei desconhecidos no meio da rua.
Eu já conquistei um namorado oferecendo-lhe garfos gamados da cantina da escola.
Eu já fiz parapente num morro do Rio de Janeiro.
Eu já entrei em contas de e-mail que não eram minhas.
Eu já tive um taxista a pedir-me em casamento.
Eu já morei numa casa sem tecto.
Eu já vi um concerto no Algarve num dia e um em Paredes de Coura no dia seguinte.
Eu já bati num assaltante.
Eu já tive um romance em segredo. Tão segredo que não temos uma única foto juntos.
Eu já vi, ao vivo e a cores e a curta distância, a pila de um dos tipos do Jackass.
Eu já adormeci a minha sobrinha cantando-lhe Village People.
Eu já tive a PSP a arrombar-me a casa.
Eu já partilhei o almoço em Central Park com um senhor que disse que se chamava James Brown e que me assegurou que ia ser sempre o meu anjo da guarda.
Eu já tive um namorado a despir-se no meio da rua para me poder oferecer os boxers que tinha vestidos.
Eu já tentei fumar um charuto, apenas para acabar com a beata na boca.
Eu já passei fome em cidades estrangeiras para poder comprar DVDs.
Eu já estive numa catedral a ouvir um coro enquanto me batia uma moca de space cake.
Eu já tive um Monty Python a beijar-me a mão.
Eu já tive conversas de MSN que nunca poderão ser divulgadas. Mas que estão guardadas.
Eu já tive um mafioso a tentar pagar-me uma bebida em Chicago.
Eu já escrevi um livro para outra pessoa assinar como autora.
Eu já tive a minha afilhada de dez anos a pedir-me para me mudar para casa dela.
Eu já passei a noite num moinho abandonado.
Eu já consegui ter uma quase-conversa em japonês.
Eu já tive um espanhol bissexual a explicar-me como se faz um bom falácio.
Eu já comprei roupa interior nova só porque tinha toda a outra para lavar.
Eu já andei de carro de polícia.
Eu já fui expulsa de um karaoke.
Eu já fui vítima de uma idosa e do seu guarda-chuva assassino.
Eu já fui perseguida por veados.
Eu já desmarquei reuniões de trabalho para ir ter com a pessoa de quem gostava.
Eu já dei um pontapé na cadeira de um professor para o fazer cair.
Eu já levei uma pessoa a gastar 50 Euros de telemóvel por semana durante dois meses.
Eu já ouvi músicas das quais não admito gostar em repeat.
Eu já dancei em cima de uma mesa num casamento.

5 Comments:

Anonymous P. said...

Fabuloso. :-)
Eu já sabia que tu és especial. Agora sei que és perigosa!!! Mas em bom, hein?

:-D

Beijinhos

11:20 pm  
Anonymous jorge vaz nande said...

Prevejo belas gmailzadas. Seja como for, diga-se que eu já me perdi com um amigo no Castelo dos Mouros, tanto que, pensando que nos estávamos a dirigir para a saída, acabamos por descer toda a serra de Sintra, mesmo até ao fundo. Felizmente, isto não ocorreu em simultâneo com a tua tirada à Emmanuelle - seria assaz desconfortável e evocador de determinadas cenas em filmes pouco recomendáveis.

1:04 pm  
Blogger Pipoca said...

Já fiz algumas desta coisas, até as arriscadas, mas confesso que acender uma lareira com gás intestinal é daquelas ciosas que não me imagino a fazer :)

9:00 pm  
Blogger Nitinhaplatz said...

Inspiraste-me!
E de ti só quero mais. Na parte do concerto no algarve e no dia seguinte paredes de coura. falta dizer que logo a seguir descemos de paredes para ver um concerto de jose cid em vila praia de ancora.

2:11 pm  
Blogger Plim said...

Eu já me roí de inveja a ler o teu blog (:

10:25 pm  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home