.comment-link {margin-left:.6em;}

Pecado da Preguiça

From the flats and the maisonettes they're reminding us there's things to be done. But you and me, all we want to be is lazy. --- pecadodapreguica(arroba)gmail.com

Wednesday, January 09, 2008

O café do Stuart


Graças a um bom amigo, encontrei-me na Amazon com este senhor: Stuart McLean. Ele tem um programa de rádio e é um contador de histórias. Para mim, é “o” contador de histórias. Ao longo dos últimos dois anos, conheci uma família de Toronto: os pais, Dave e Morley, e os filhos, Stephanie (a mais velha) e Sam. O pai vive o sonho concretizado de ter uma loja de discos de vinil na cidade, o Vinyl Café, depois de ter sido “roadie” de bandas rock nos anos 70. A mãe é uma produtora de teatro que tem tempo para cuidar da filha adolescente e de Sam, à beira da pré-adolescência. Apaixonei-me por eles quando o Dave alugou um quarto num hotel de cinco estrelas para cozinhar o perú de Natal; quando a Morley acordou com uma fita vermelha no pulso e a seguiu até à rua; quando a Stephanie surpreendeu os pais com uma prenda de natal tocante; quando o Sam estava a andar de bicicleta quase encostado à parte de trás do carro que limpa as ruas atrás de um arco-íris num dia Verão cheio de sol .

O programa de rádio chama-se “The Vinyl Café” e, para além das histórias, conta outras… umas escritas pelo próprio Stuart, outras de colaboradores e escritores amadores, e ainda histórias que são completamente inesperadas e captadas durante a emissão. Como a que ouvi no podcast que pode ser ouvido aqui .

Quando tentava falar com um vencedor de um passatempo, Stuart McLean engana-se no número e encontra do outro lado da linha Kyle Palmer de 15 anos. O animador de rádio perguntou-lhe se ele queria falar um bocadinho e o jovem alinhou. Em cinco minutos e com uma pergunta, Stuart McLean ficou a saber que do outro lado estava um rapaz triste com a separação dos pais provocada pelo súbito despedimento do pai… do pai e de mais 680 pessoas. Ele e a mãe iam ficar na casa onde ele cresceu enquanto o pai ía sair para outra cidade em busca de uma nova oportunidade. O Kyle nunca tinha ouvido o programa de Stuart McLean.

Stuart Mclean escutou-o com atenção e disse-lhe: “You know? It gets easier”.

Depois, trocaram e-mails e números de telefone e combinaram um encontro. Kyle respondeu: “That is sweet”. No Natal, os dois jantaram e, do alto dos seus quinze anos, o amigo imprevisto de McLean confessou-lhe que, apesar da distância do pai, “life is going pretty ok”.

1 Comments:

Blogger Catarina said...

Dos melhores posts que já li. Agora sou eu quem anda em busca do Stuart e do seu café :o)

11:33 pm  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home